Culinária piauiense: conheça 10 pratos típicos mais famosos do Piauí

há 6 meses

Culinária piauiense: conheça 10 pratos típicos mais famosos do Piauí

Créditos: Aureliano Muller

Certamente, quando você, piauiense, fala para alguém de outro estado sobre o Piauí ou convida para visitar, sempre tem um ou outro que fala “ouvi dizer que a comida piauiense é muito boa”. Quem nunca?!

Capote, Maria Isabel, paçoca, cajuína são também nossas atrações turísticas. E é mesmo impossível falar em conhecer o Piauí sem dizer de sua gastronomia. Por isso, nós do Conheça o Piauí vamos mostrar o porquê de nossa culinária ser diferenciada e quais os pratos típicos mais famosos.

#O diferencial da culinária piauiense

Antes de mais nada, não ache que culinária nordestina é tudo igual, pois não é. O Piauí está aqui para provar. Nossa gastronomia tem fortes influências indígenas e muito também de como se deu a história de formação do estado.

A farinha de mandioca, coentro, cebolinha, pimenta de cheiro, azeite de coco, corante natural extraído do urucum são bastante usados por aqui, em quase toda comida, além do modo de preparo, tornando-se tudo um diferencial. 

Nossa culinária também é muito feita à base de carne, principalmente carne de sol, e ainda de frutas bem locais, como manga e caju. E a ave capote, então, é no Piauí mesmo. Por falar nisso, confira AQUI os dois restaurantes de capote mais tradicionais de nosso estado.

#Pratos típicos mais famosos

1.       Paçoca

Não poderíamos começar falando de outro. A paçoca é um dos pratos mais requisitados na mesa dos piauienses. E por onde você andar pelos cantos do estado, tem lugar que serve paçoca. Mas não é aquela paçoquita que vende em São Paulo, por exemplo. Não tem nada a ver com doce. A paçoca piauiense é feita de farinha, carne de sol pisada no pilão, coentro e uns pedaços de banana para dar um toque a mais.

2.       Maria Isabel

Esse é um outro prato bem famoso. Aliás, misturar arroz com algum outro ingrediente é com a gente mesmo. Maria Isabel consiste em carne cortada em pedaços pequenos e misturada com arroz cozido, tudo muito bem temperado, principalmente com cheiro verde. Quem nunca comeu está a perder o melhor da vida gastronômica! Agora imagina aí uma Maria Isabel com paçoca? É sucesso demais pelo Piauí! Ah! E a Maria Isabel pode ser feita também de outros tipos de carne, como de bode, galinha caipira ou capote. No Capote do Macedo e no Capote do Chico Nunes tem essa delícia e é irresistível!

3.       Carne de sol

Já falamos tanto em carne de sol. Mas o que é carne de sol, afinal? No Piauí, é a carne bovina que é preparada com sal e depois exposta ao sol para secar. Muitos a confundem com a carne seca, que é encontrada em outras partes do Brasil. Mas não é a mesma coisa! A carne de sol não leva tanto sal como a carne seca e, diferente desta, ela é colocada para secar em locais cobertos e ventilados (não diretamente no sol) e ainda tem um processo de secagem mais rápida, com o interior da carne ficando úmido e macio. Carne de sol é a cara do nosso estado. Inclusive, o Piauí é considerado o lugar com a melhor carne de sol Brasil e já foi destaque na imprensa nacional, como na revista Veja. Campo Maior é o município referência desse prato.

4.       Bode assado ou cozido

Bode cozido

“Então você é piauiense, comedor de carne de bode”, essa é uma expressão popular que muitas pessoas de outros estados do Nordeste, principalmente, referem-se aos piauienses. Tudo isso porque, de fato, o bode também compreende bem a gastronomia do Piauí. Na culinária, a carne de bode é servida assada, mas principalmente cozida, cujo preparo é com leite coco. E tem até festa para homenagear esse animal, como em Batalha, que tem a festa do Bode, além, claro, das belas cachoeiras do Xixá e dos Almeidas.

5.       Capote

Capote frito do restaurante Capote do Macedo em Campo Maior

Sem dúvida, se falou em capote, lembrou do Piauí. Essa ave, que é conhecida em outros lugares como galinha D’angola, é muito bem servida por aqui. Embora não seja uma ave das mais domesticadas, como acontece com a galinha, o capote se tornou no Piauí prato cheio nas mesas. Com seu sabor mais “rústico”, ele pode ser servido ao molho, frito ou misturado com arroz. E ressaltamos, Capote do Macedo e Capote do Chico Nunes, em Campo Maior, são lugares perfeitos para experimentar de forma autêntica essa comida.

6.       Baião de dois

Impossível esquecer esse. Também prato típico do Piauí, embora exista em outras partes do Brasil, o baião de dois consiste em arroz misturado com feijão verde cozido, coentro e ainda pedaços de queijo que deliciosamente derretem junto ao arroz e feijão quentinhos. É uma delícia! Também cabe muito bem acompanhado com paçoca e carne de sol. Restaurante com essas refeições é o que não falta no Piauí.

7.       Panelada

Prepara a cerveja gelada que esse aqui é um prato para ser acompanhado por ela. Bem a cara de boteco, a panelada é um prato feito de partes do intestino do boi cozinhadas com bastante tempero. Ela é muito apreciada junto com farinha e pimenta.

8.       Sarapatel

Também comida de boteco, sarapatel é preparado com rim de porco cozinhado com bastante tempero. Assim como a panelada, farinha e pimenta para acompanhar deixam esse prato bem irresistível.

9.       Doce de caju

Achou que não ia ter doce aqui? Achou errado! O Piauí é um dos maiores produtores de caju do Brasil. Sendo assim, claro que na gastronomia não poderia faltar essa fruta. Uma sobremesa bem típica é doce de caju. O seu preparo leva caju, claro, açúcar, água e suco de limão.

10.   Cajuína

Cajuína geladinha - crédito/imagem: Cássio Moreira

 Se tem algo que nasceu aqui, vende aqui, leva o nome do Piauí para fora, esse algo é a cajuína. Não é um prato, é uma bebida e que é feita à base de caju. Não é alcoólica e sua produção é a partir da extração do suco de caju, que depois é filtrado, adicionada gelatina ou clarificada, separação de alguns componentes e, por fim, a clarificação. Um patrimônio imaterial piauiense, a cajuína também virou nome e versos de música de ninguém mais ninguém menos que Caetano Veloso. “...E éramos olharmo-nos intacta retina, a cajuína cristalina em Teresina”.
 
Certeza que você aí de onde estiver já ficou com água na boca. Qual prato típico piauiense você mais gostou, o que deu mais água na boca para experimentar? Conta para a gente!
 

0 comentários Realize o login ou cadastre-se, e entre na conversa !
Usuário

CONHEÇA MAIS:

Enviar
Inscreva-se e receba e-mails com os últimos destinos de viagem do Conheça o Piauí
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório