Para todo o Brasil: conheça o trabalho e talento da Casa das Rendeiras de Ilha Grande

há 3 meses

Para todo o Brasil: conheça o trabalho e talento da Casa das Rendeiras de Ilha Grande

Créditos: Conheça o Piauí

O dia a dia tecido por fios projeta nacionalmente o trabalho, e por que não dizer, a arte piauiense. Trata-se da Associação das Rendeiras dos Morros da Mariana, mais conhecida como a Casa das Rendeiras.

Essa associação, que já ganhou prêmios nacionais, projetos de renomados estilistas e já teve peça sendo utilizada por ex primeira-dama do país, fica no município de Ilha Grande, que é a porta de entrada para o Delta do Parnaíba. A cidade fica somente a cerca de 7km de Parnaíba e a 343 km de Teresina.

E é assim mesmo: de um lado você conhece os mangues, as lagoas, a fauna, a flora e toda a paisagem que compõe o Delta; do outro, completando essa visão magnífica, todo o encanto do que é produzido pela Casa das Rendeiras, essa atração turística que você já começa a conferir agora com o Conheça o Piauí.

# “Olê, muié rendeira” – a rotina na Casa das Rendeiras e sua produção

A Casa das Rendeiras foi fundada em 1992. De lá para cá houve muita luta, esforço, grandes parcerias, dedicação, sucesso e orgulho, tanto para quem trabalha nela, quanto para todos os piauienses.

São mais de 60 mulheres associadas, entre mães, filhas e avós, compondo gerações em meio a um trabalho que tem ressignificado o artesanato piauiense e até mesmo a vida delas. É da Casa das Rendeiras que muitas tiram todo o sustento da família.

Essa força feminina, aliada à força da tradição, constrói um ofício minucioso e delicado que resulta em vestidos, saias, blusas, caminhos de mesa, toalhas, gargantilhas, brincos e uma variedade de outras peças que faz parte da produção da Casa das Rendeiras.

Grande parte dessas peças é feita por meio da renda de bilros, que são hastes de madeira em formato de cilindro que sustentam as linhas que são rendadas.  As artesãs ou rendeiras ficam sentadas em frente a uma almofada de pé de arroz, onde fica o desenho que é o modelo que vai guiar as mãos ágeis com os bilros tecendo aqui e ali, subindo e descendo.

E olha, o belíssimo resultado final que você vê é fruto de todo esse trabalho que não é nada simples e que exige uma paciência e dedicação que as mulheres da Casa das Rendeiras tem, aliado aos seus talentos.

#Casa das Rendeiras com prêmios nacionais e celebridades

A Casa das Rendeiras tem levado seu nome para todo o Brasil. A associação já ganhou duas vezes o Prêmio Top 100 de Artesanato, que é promovido pelo Sebrae Nacional.

Além disso, a Casa das Rendeiras também já entrou no badalado circuito da moda, da política e também de celebridades. O renomado estilista Walter Rodrigues já realizou oficinas para as rendeiras, projeto esse que resultou em desfile com peças da Casa das Rendeiras em uma das edições do São Paulo Fashion Week.

Um outro grande resultado do trabalho das rendeiras piauienses de Ilha Grande foi para a esposa do ex presidente Lula, a ex primeira-dama do Brasil, Marisa Letícia, que faleceu em 2018. As mulheres da Casa das Rendeiras foi quem produziram o vestido que Marisa Letícia usou na posse do segundo mandato de Lula.

Esse vestido foi todo confeccionado com 1.500 flores de camélia em renda de bilro. Essa produção foi tão admirada que, na época, o vestido de Marisa Letícia fez com que gerasse a encomenda para São Paulo de vários vestidos de noivas com flores de camélia tecidos pelas artesãs piauienses.

E não parou por aí! No agitado mundo das celebridades, a Casa das Rendeiras esteve presente na roupa de batismo usado por Sofia, filha dos atores globais Cláudia Raia e Edson Celulari.

#Como adquirir as peças

Para comprar algumas das mais diversas peças produzidas pela Casa das Rendeiras pode ser presencialmente, na própria sede da associação, ou por encomenda. O contato pode ser feito pelo teoefone (86)99430-7742, com Socorro Reis, que é a presidente da associação. 


 
E então, já sabe que peça vai querer ou presentear alguém? É produção da mais alta qualidade! Se você for ao Delta do Parnaíba não pode deixar de ir na Casa das Rendeiras.

Assim como a Associação Xique-Xique em Pedro II, a Casa das Rendeiras de Ilha Grande une a garra de mulheres e um ofício secular que perpassa gerações. 
 

0 comentários Realize o login ou cadastre-se, e entre na conversa !
Usuário

CONHEÇA MAIS:

Enviar
Inscreva-se e receba e-mails com os últimos destinos de viagem do Conheça o Piauí
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório