Santuário Mãe dos Pobres, roteiro obrigatório no município de Ilha Grande

há 2 semanas

Santuário Mãe dos Pobres, roteiro obrigatório no município de Ilha Grande

Créditos: Conheça o Piauí

Nem só de cenários naturais paradisíacos e únicos vive o litoral do Piauí. O turismo religioso também se faz presente, assim como em outras partes do estado, como você pode conferir aqui. Um exemplar disso é o Santuário Mãe dos Pobres, no município de Ilha Grande. Já tinha ouvido falar nele?

Esse santuário é um símbolo de fé e também de turismo na cidade que tem, entre outros atrativos, a porta de entrada para o Delta do Parnaíba e a Casa das Rendeiras. Mesmo que você não siga alguma religião, o Santuário Mãe dos Pobres é parada obrigatória no roteiro de quem visita essa parte do Piauí. 

Além de romeiros, o local recebe visitas de muitos turistas que foram apenas para curtir o litoral. E para que você fique por dentro antes de ir até lá, a gente do Conheça o Piauí mostra mais detalhes desse espaço que une fé, arquitetura e história.

#Formação do Santuário

O Santuário Mãe dos Pobres foi fundado em 1990, a partir de uma ideia idealizada e concretizada pelos padres Pedro Quiriti e Osvaldo Belloni.

A data escolhida para a fundação do santuário, mais precisamente a instalação da imagem da santa, é uma celebração aos 56 anos da aparição de Maria Santíssima a uma jovem chamada Marieta Becó, na Bélgica, e que é tida como Mãe dos Pobres.

O padre Pedro tinha um sonho em colocar em cima de um morro de Ilha Grande uma imagem de Nossa Senhora para que ela olhasse para todo o município e protegesse sua população. E assim foi feito!

A imagem da santa foi enviada por padre Osvaldo, que na época tinha voltado para a Itália. A imagem, que está colocada no morro que fica atrás da igreja matriz, tem quatro metros de altura, mais de trezentos quilos e é toda modelada em resina e mármore.

Junto com a santa, também veio da Itália quadros da via sacra e que foram instalados no morro, formando assim, junto com a imagem da santa, um monumento de devoção.

#Como é o Santuário da Mãe dos Pobres

Nesse santuário está, claro, a imagem da santa transbordando bençãos, fé e devoção, os quadros da via sacra e uma capela.

 

Mais do que um espaço de religiosidade e arquitetônico, o Santuário Mãe dos Pobres é também um representante do artesanato local.

Ao longo do espaço estão esculturas esculpidas em barro por artesãos de Ilha Grande e que representam as capelas e igrejas do município, assim como também monumentos feitos de cerâmica e que mostram cenas do dia a dia dos moradores.

E mais do que um espaço de religiosidade, arquitetônico e de artesanato, o santuário é ainda um digno representante de belas imagens. Quando se está no santuário, que é tipo um mirante, dá para se ter uma visão geral de Ilha Grande e das lindas paisagens naturais que compõem a cidade. 

#Quando visitar

O Santuário Mãe dos Pobres está localizado no alto do morro da Mariana e atrás da igreja matriz, que fica no centro de Ilha Grande. É super de fácil acesso!

Para quem quiser visitar, ele é aberto diariamente, de 07h30 até às 18h30. No entanto, as celebrações ocorrem aos fins de semana e os festejos são realizados sempre no mês de julho.


 
Bonito esse santuário, né?! Nós garantimos que visitá-lo é cercar-se de ama atmosfera meio que divina e mítica. Vale bastante a pena. Vamos lá?!
 
 

0 comentários Realize o login ou cadastre-se, e entre na conversa !
Usuário

CONHEÇA MAIS:

Enviar
Inscreva-se e receba e-mails com os últimos destinos de viagem do Conheça o Piauí
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório