Turismo: o que ver e fazer em Oeiras, a primeira capital do Piauí

há 1 ano

Turismo: o que ver e fazer em Oeiras, a primeira capital do Piauí

Créditos: Juscel Reis

Oeiras foi capital do Piauí até o ano de 1851, tendo sido a primeira. E esse título por durante 92 anos e com toda sua história que se mistura com a história do próprio Piauí, fez dela um enredo vivo que você vê em todo canto da cidade.  

Quem chega em Oeiras já se depara com vários monumentos e casarões coloniais seculares. Devido a tudo isso, a cidade recebeu o título de Monumento Nacional pelo Congresso Nacional em 1989. E em 2012 foi tombada pelo IPHAN como patrimônio cultural nacional.

 

Foto: Jusel Reis

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Vitória é um desses monumentos seculares e patrimônio histórico. Além de sua importância por ter sido uma das primeiras do Piauí, ela é exuberante com sua construção em estilo neoclássico. Outra grande riqueza histórica e arquitetônica é o Sobrado João Nepomuceno (Paço Episcopal).

Foto: Cidadeverde.com

E por onde você anda é uma grande viagem ao passado e também de acolhimento e conhecimento. Na cidade você pode visitar o museu mais antigo do Piauí, que é a Casa da Pólvora, e também a Casa da Cultura Solar das 12 Janelas, que é um espaço cultural com biblioteca, sala de teatro, sala de informática e exposições históricas.

No roteiro turístico ainda se inclui o Museu de Arte Sacra; o Museu do Divino Espírito Santo; o Sobrado Major Selemérico, prédio secular com exposição de objetos históricos; o Centro de artesanato Salomé Tapety, onde você pode conferir e comprar produtos artesanais; a Ponte Grande, que foi a primeira ponte de pedra do Piauí; e o Mercado Público José Lopes da Silva, que faz parte do centro histórico, onde hoje é também o núcleo administrativo e econômico de Oeiras.

Além de todas essas relíquias edificadas e do conjunto paisagístico da cidade, com também suas praças e ruas estreitas, Oeiras também tem como atrações boa trilhas para a prática de motocross e demais modalidades dessa natureza; você pode visitar o Morro do Leme, que para chegar até ele tem que subir por uma grande escadaria. É nesse morro onde está uma estátua em homenagem a Nossa Senhora da Vitória.

E também vale uma visita ao Morro da Cruz, local em que que há mais de 100 anos teve uma cruz construída de pedras que até o presente não sabe quem a construiu. No entanto, ela foi destruída por vândalos e toda a falta de cuidado, tendo agora no morro uma cruz de concreto e a maior que a de antes.

 

#Atrações culturais, religiosas e festivas

Oeiras também é marcadamente reconhecida por suas tradições culturais, que são de uma riqueza inquestionável para todo o Brasil. Você pode conferir o Congo dos Rosários, que é uma manifestação cultural afro-brasileira que mistura dança e música por meio de tambores, figurinos, coreografias e músicas que invocam os Deuses.

Além do Congo, outra grande riqueza do gênero é o Grupo Bandolins de Oeiras, famoso em todo o Brasil, tendo já sido matérias em revistas e sites nacionais, além de já ter participado em programas da TV Globo, como o na época Programa do Jô.

Badolins de Oeiras - Foto: CCOM

O Bandolins de Oeiras foi formado na década de 80, quando uma das fundadoras, a dona Araci, organizou um grupo de moças para aprender a tocar instrumento, no caso o Bandolim. Na época elas começaram a se apresentar na cidade e foi ganhando notoriedade com o passar dos anos, até atingir o status de patrimônio municipal, de participar de grandes festivais, de ser notícia em diversos meios pelo país e de levar toda a musicalidade para o Brasil. Chorinho, valsas e samba fazem parte do repertório do Bandolins de Oeiras.

Procissão do Fogaréu (Foto: Regis Falcão)

Mas se tem algo que Oeiras é lembrada é por sua tradição religiosa, sendo uma das cidades de maior religiosidade do Piauí. Eventos como  Procissão de Bom Jesus do Passos, a Procissão do Fogaréu e a Descida da Cruz fazem de Oeiras ser reconhecida como a capital da fé. Todos esses detalhes você pode conferir aqui: OEIRAS, CAPITAL DA FÉ.

A primeira capital do Piauí também consegue unir o passado, o presente e o futuro de forma harmoniosa. A cidade também apresenta barzinhos, para quem gostar dessa opção na noite oeirense; tem o Café Oeiras, que é uma opção de diversão; e ainda festivais de músicas que acontecem ao longo do ano, que já viraram tradição no calendário com apresentação de grandes bandas nacionais.

Muita coisa para visitar e fazer em uma cidade só, não é mesmo?! Oeiras, que está a 313 km de Teresina, capital do Piauí, conta ainda com bons hotéis e pousadas para se hospedar, além de restaurantes para saborear as delícias piauienses.

Que tal incluir Oeiras em seu próximo roteiro e fazer essa viagem transformadora, de muito conhecimento, histórica, cultural e religiosa?

0 comentários Realize o login ou cadastre-se, e entre na conversa !
Usuário

CONHEÇA MAIS:

Enviar
Inscreva-se e receba e-mails com os últimos destinos de viagem do Conheça o Piauí
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório