Visite o Porto das Barcas em Parnaíba, complexo cultural e porta de entrada do Delta

há 8 meses

Visite o Porto das Barcas em Parnaíba, complexo cultural e porta de entrada do Delta

Créditos: Conheça o Piauí

Junto com a praia Pedra do Sal e a Catedral de Nossa Senhora da Graça, um outro lugar de imensurável valor turístico, cultural e histórico em Parnaíba é o Porto das Barcas.

Ele fica localizado às margens do rio Igaraçu, bem na ponte Simplício Dias, a que justamente liga o continente à Ilha Grande de Santa Isabel.

Para que você inicie sua jornada e já chegue lá por dentro de tudo, o Conheça o Piauí mostra agora a história de formação e o que encontrar no Porto das Barcas.

#Como tudo começou

O processo de formação do Porto das Barcas se iniciou ainda no século XVIII. Em 1758, no local que é hoje o Porto, funcionou uma Charqueada, que era de propriedade do português Domingos Dias da Silva. Lembram dele? É aquele que também está ligado à construção da Catedral de Nossa Senhora da Graça.

Esse português, junto com seus companheiros, iniciou na época atividades agrícolas e comerciais. Eram por meio de navios de propriedade de Domingos, que se fazia a importação e exportação com outros estados e ainda com outros países, como Portugal e Espanha.

Todo esse processo comercial se expandiu bastante e rapidamente fazendo com que o local da Charqueada passasse a se chamar de Porto das Barcas, já no século XIX.

Mas foi no início do século XX que o esse porto começou, de fato, a ganhar sua forma, com a construção de grandes armazéns para estocar mercadorias. Elas eram exportadas para países como Portugal, Espanha, Inglaterra e Alemanha.

Ao longo dos anos o comércio no local foi se intensificando, alcançando mercados e sendo cada vez mais próspero. No entanto, em 1940, começou o declínio, devido à uma crise econômica internacional. 

Com isso, Parnaíba perdeu mercado e o Porto das Barcas deixou de ter sua função como porto e passou a ser muito mais, uma identidade sociocultural de Parnaíba.  

#O porto como é hoje - o que encontrar no Porto das Barcas

Para começar, o Porto das Barcas é a porta de entrada do Delta do Parnaíba, o que por si só já é bastante frequentado. Só que ele é bem mais que isso!

O Porto das Barcas é um conglomerado que une memória, lazer, diversão e cultura. Nele você encontra as ruínas do que foi o porto, com seus antigos armazéns, os prédios da alfândega, cais, pátios e becos. A sua fachada é neoclássica e toda a sua estrutura envolve paredes de pedra e telhado feito de carnaúba.

Além das suas ruínas históricas, no porto você encontra um forte complexo cultural. É possível parar em um dos bares e restaurantes que existem por lá, reunir amigos, comer a culinária piauiense e ouvir bons sons com apresentações musicais que entoam as melodias por lá.

Guindaste antigo no Porto das Barcas / Foto: Delta do Rio Parnaíba

Para quem quiser conferir ou adquirir produtos locais, o porto concentra ainda lojas de artesanato, com uma variedade de peças que vão desde chaveiros até redes todas trabalhadas na renda e demais matéria prima do artesanato piauiense.

Casas históricas com artesanato, bares e restaurantes / Foto: Piauí em Nota

E complementando o local, o porto ainda congrega um amplo estacionamento e ainda agências de viagens, que é para você aproveitar tudo o que tem nele e ainda adquirir sua ida para o Delta do Parnaíba sem precisar se deslocar.

Mas olha, o melhor de tudo no Porto, sem dúvida, é chegar no fim de tarde, sentar em uma de suas construções de pedras, apreciar o vai e vem da água do rio e o pôr do sol se encontrando nele.

Já conseguiu se sentir lá, não é mesmo?! Porto das Barcas vale sua visita! 

0 comentários Realize o login ou cadastre-se, e entre na conversa !
Usuário

CONHEÇA MAIS:

Enviar
Inscreva-se e receba e-mails com os últimos destinos de viagem do Conheça o Piauí
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório